Mostrando postagens com marcador transformers comics. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador transformers comics. Mostrar todas as postagens

28 de set. de 2014

Está com dificuldades para ler as HQs dos Transformers?

Saudações Cybertronianas...


Se você fez o download das HQs disponibilizadas aqui ou no site Transformers: Comics, mas não está conseguindo visualizá-las em seu computador, o Transformers Dioramas a pedido dos Fãs e Colecionadores Evando Silvério Mota Rodrigues (Muzambinho/MG) e Guilbor Corado, vasculhou a World Wide Web em busca de um programa de visualização para ajudá-los.

Boa leitura a todos!!!

Programa: GonVisor Viewer
Tamanho: 1,06MB
CLIQUE AQUI para fazer o download!


28 de out. de 2012

More Than Meets The Eye¹ #10 [Preview] tem capa desenhada por Marcelo Matere

Saudações Cybertronianas...


O desenhista brasileiro da IDW Marcelo Matere divulgou em sua Fanpage oficial que a capa da revista em quadrinhos Transformers: More Than Meets The Eye #10 [Preview] é de sua autoria.

Na nova capa vemos o novo visual dado por Matere a Optimus Prime e Ratchet.

Para saber mais sobre Transformers: More Than Meets The Eye visite o site Transformers: Comics.

¹ Mais do que os olhos podem ver.

25 de set. de 2012

[Guest Post] Transformers na Dreamwave




Em 2002, oito anos após a última edição de Transformers pela Marvel Comics, os robôs de Cybertron recebiam um novo título através da Dreamwave Productions. A jovem empresa conseguiu os direitos para diversos produtos relacionados a Transformers, como histórias em quadrinhos, pôsteres, calendários e muitos outros - e também chegaram a anunciar que não iriam apenas publicar um título de Transformers, mas duas séries mensais.

Essa foi uma estratégia bastante ousada que acabou alcançando um sucesso maior do que o esperado, Transformers Geração 1 imediatamente alcançou a condição de título mais vendido do mercado norte-americano de quadrinhos, uma posição que se manteve por três meses até perdê-la para...Transformers Armada!

Durante os três anos em que a Dreamwave estava com os direitos de Transformers foram publicados mais de uma dúzia de títulos, a grande maioria eram minisseries. Apesar de Geração 1 ter sido o primeiro título de Transformers da editora, a principal série - pelo menos do ponto de vista da Hasbro - era Transformers Armada (que a partir da edição #18 mudou o nome para Transformers Energon), que foi uma série criada exclusivamente para promover a nova linha de brinquedos da época. O nome mudou para refletir a mudança da linha de brinquedos que também passou a se chamar Transformers Energon.

Porém os títulos que mais venderam eram os baseados em Geração 1. Os personagens de G1 tiveram sete títulos diferentes, três deles baseados no presente, e quatro no passado. Transformers Geração 1, uma minisserie em seis partes seguida por outra chamada Transformers Geração 1, Volume 2: Guerra e Paz, e em 2004 por uma série mensal chamada Transformers Geração 1, Volume 3. Os primeiros embates entre os Autobots e Decepticons foram mostrados nas minisseries Transformers: A Guerra Interior, A Guerra Interior Volume 2: A Era das Trevas, e A Guerra Interior, Volume 3: A Era da Fúria. Outra minisserie, Transformers: Micromasters mostrou os eventos em Cybertron após a partida das naves de Megatron e Optimus Prime para o planeta Terra.

Assim como nos quadrinhos publicados pela Marvel, os Transformers também se encontraram com outros personagens de outra grande linha de brinquedos da Hasbro, G.I. Joe (no Brasil - Comandos em Ação). em 2003 a Dreamwave publicou uma minisserie simplesmente intitulada Transformers: G.I. Joe, cuja continuidade não se mesclava com as outras séries, se passando em um universo alternativo no qual os Transformers, G.I. Joe e Cobra lutavam em 1939. Um segundo encontro, chamado de Transformers vs G.I. Joe: Fronte Dividido, começou em 2004. Esta série se passou nos tempos atuais.

A Dreamwave também publicou diversos especiais baseados em várias gerações de Transformers, e além disso ainda publicaram duas edições com os perfis dos personagens de Geração 1 (em Transformers: More Than Meets The Eye - sem relação a atual série da IDW) e dos personagens de Armada (em More Than Meets The Eye Official Guidebook: Transformers Armada).



Em 2005 a Dreamwave planejava começar uma minisserie em seis partes baseada em Beast Wars, e uma série com os perfis dos personagens de Energon, mas como a editora encerrou suas atividades em 2005, infelizmente estas séries nunca foram produzidas. A falência da Dreamwave também deixou incompletas duas minisseries ( Guerra Interior, Volume 3: A Era da Fúria e Transformers vs G.I. Joe: Fronte Dividido) e dois títulos mensais (Transformers Geração 1: Volume 3 e Transformers Energon).

29 de ago. de 2012

[Guest Post] Transformers G1 nos Video Games

Com o lançamento de Transformers - Fall Of Cybertron ocorrendo agora em agosto, nada mais apropriado do que relembrar alguns títulos que já fizeram você colocar os Autobots para brigar com os Decepticons no conforto do seu console de video game.
Neste artigo irei abordar somente os jogos de video game estrelados pelos Transformers da geração 1, ou G1 como são mais conhecidos:

The Transformers (1985) - Foi o primeiro jogo baseado na série, lançado para o Commodore 64. Nele você pode escolher dentre alguns Autobots (como Optimus e Hound) para lutar contra os Deceptcons e até se transformar e voar! embora os gráficos sejam hoje considerados antiquados, o jogo era diversão garantida!

Transformers: Battle to Save the Earth (1986) - Também lançado para o Commodore 64, este jogo saiu apenas um ano após The Transformers. Nele você deve enviar Autobots para uma das zonas em que os Autobots estão atacando a fim de frustrar seus planos, como uma plataforma de petróleo ou estação de lançamento espacial. as batalhas ocorrem em primeira pessoa e o fator diversão é fraco, não recomendo.

Transformers: Mistery of Convoy (1986) - Este jogo de plataforma foi lançado somente no Japão para o NES, e nele você comanda Ultra Magnus em busca do assassino de Optimus Prime (Convoy, no original). O jogador passa por 10 fases, onde os inimigos finais sempre são Decepticons como Megatron e Trypticon, podendo se transformar em robô ou veículo à medida que avança no jogo. Legalzinho.

The Headmasters

Transformers: Headmasters (1987) - Baseado na série homônima de 1987, este jogo, lançado para o Famicon Disk System é um dos piores, senão o pior já lançado com o nome Transformers. Nele você controla um dos Headmasters enquanto foge e atira em alguns inimigos. Você não pode se transformar em veículo ou robô, isso é determinado pela fase. Jogabilidade ruim e gráficos sofríveis, fuja deste jogo.

Transformers (2003) - Levou um longo período para que os Transformers ganhassem a sua vez nos consoles mais modernos, mas certamente a espera valeu a pena. Este título foi lançado para o Playstation 2 em 2003 exclusivamente no Japão, e pode ser considerado como um RPG de ação, onde você escolhe comandar os Autobots (Optimus, Wheeljack, Jazz, Rodimus, Arcee e Kup) ou Decepticons (Megatron, Starscream, Soundwave, Galvatron, Cyclonus e Scourge), à medida que você avança no jogo vai habilitando novos personagens, como Hound, Shockwave e outros. Os gráficos são fantásticos e vale a pena procurar no mercado, o melhor de todos.

27 de ago. de 2012

Parceria entre Transformers Comics & Transformers Dioramas avança para um novo estágio

Saudações Cybertronianas...

Com grande prazer o Blog Transformers Dioramas anuncia que a Parceria firmada com o site Transformers Comics avançou mais um passo para um novo estágio a partir deste mês (Agosto/2012), no intuito de trazer mais e melhores conteúdos para os fãs e colecionadores brasileiros de Transformers.

Além de fornecer revistas em quadrinhos dos Transformers traduzidas para o Português em seu próprio domínio, o Transformers Comics agora passará a contribuir periodicamente com artigos inéditos aqui, e em retribuição o Blog Transformers Dioramas também se fará presente nesse site com matérias exclusivas.

Com isto, o Transformers Comics e nós do Blog Transformers Dioramas esperamos que este novo estágio venha a ser um grande marco para os fãs e colecionadores de Transformers no Brasil.

Confira a primeira matéria do Transformers Comics sobre a série de desenhos animados Transformers: The Headmasters escrita exclusivamente para o Blog Transformers Dioramas.

22 de ago. de 2012

[Guest Post¹] Transformers Headmasters - A Série Animada

Antes de partir para o artigo, gostaria de apresentar uma breve introdução: eu sou o Barker, webmaster do site Transformers Comics, onde procuramos publicar tudo que é relacionado aos quadrinhos de Transformers. Com a parceria sólida entre os sites Transformers Dioramas e o Transformers Comics, estarei contribuindo aqui periodicamente com artigos sobre o universo Transformers que não se encaixam no contexto das séries em quadrinhos. Desta forma, para este primeiro artigo resolvi escrever a respeito de uma série animada que estou assistindo atualmente e gostando bastante - Transformers: The Headmasters!




Espero que gostem bastante e divulguem os nossos sites para os seus amigos e também não esqueçam de curtir nossas páginas no Facebook.



Bom, vamos ao que interessa!!!

A primeira série animada de Transformers (conhecida entre os fãs por G1), é um dos ícones dos anos 80, quando era apresentada aqui no Brasil nas manhãs de domingo na TV Globo. O que muitos não sabem é que após o término da série produzida nos Estados Unidos, a Takara, do Japão, resolveu dar continuidade à animação, produzindo três séries que seguiram o original G1 e sendo televisionadas exclusivamente para o público japonês - a primeira delas a ser produzida se chamava Transformers: The Headmasters!


The Headmasters continua a saga dos robôs logo após o episódio ‘O Retorno de Optimus Prime’, que marca o fim da terceira temporada americana, optando assim por ignorar a quarta temporada que, na verdade, era composta de somente três episódios (O Renascimento - dividido em três partes). The Headmasters começa como todo fã gosta de ver: Decepticons lutando contra os Autobots pelo controle de Cybertron, mas quando a batalha parece perdida para os Autobots, surge uma ajuda dos céus: Os Headmasters, um grupo de Transformers liderados por Fortress Maximus. Eles são na verdade pequenos robôs que desenvolveram a habilidade de se transformar em cabeças (!?) para controlar corpos de robôs maiores. Mas não só os Autobots gozam do privilégio de ter estes robôs do seu lado, os Decepticons também tem a sua quota de Headmasters, liderados pelo enigmático Lord Zarek que planeja criar a arma de destruição definitiva, e somente Fortress Maximus possui a habilidade de liberar um poder capaz de acabar com a arma de Zarek.

Os personagens mais conhecidos do público que acompanhava a série americana, aos poucos são deixados de lado, tornando-se meros coadjuvantes (Arcee, por exemplo, vira uma reles secretária de Rodimus) ou reconstruídos com novos nomes (Blaster se torna Twincast e Soundwave é reconstruído como soundblaster), e isso ocorre logo nos primeiros 5 episódios. O que não é um ponto negativo, pois os robôs criados exclusivamente para a série se saem muito bem e, embora não tenham o carisma de Optimus Prime, Jazz, Ratchet e Starscream, não deixam a bola cair e mantêm o bom nível da série. No mais a série funciona muito bem, todos os elementos do que gostamos em G1 estavam lá: muito bem desenvolvimento dos personagens, dramaticidade sem exagero, animação competente e ação ininterrupta - em todos episódios existem batalhas entre as facções.

Transformers: Headmasters é considerada a mais fraca das séries japonesas, atrás de Super God Masterforce e Victory. Ainda não assisti as demais, mas se realmente forem melhor do que Headmasters, então terei de me programar para assistir a uma maratona de Transformers! 

O DVD da série foi lançado fora do Japão apenas por três empresas: a Metrodome (Reino Unido), a Shout (EUA) e a Madman (Autrália). A versão que possuo é a da Metrodome, que além da dublagem original japonesa, também possui a famigerada dublagem em inglês realizado pela TVStar de Singapura - uma dublagem horrível até certo ponto engraçada. Para você ter uma ideia, é mais ou menos como você reunir um grupo de 4 amigos e resolverem dublar a série após uma noite de beberranças, utilizando uma tradução para lá de duvidosa e vozes péssimas. Esta dublagem vale apenas pelo aspecto histórico e curiosidade de sua existência do que informativa - opte pela dublagem japonesa com as legendas em inglês. Mesmo assim, as legendas apresentam certos problemas durante alguns episódios: como alguns devem saber, no Japão o nome de alguns personagens foram modificados, um bom exemplo é Kup, que no Japão se chama Char e os Autobots, que no Japão são chamados Cybertron. Por isso, algumas vezes as legendas se referem aos Autobots como Cybertron, e outras vezes como Autobots. Mas nada que comprometa o resultado final. 

Enfim, apesar de suas diferenças com a série G1 americana, Headmasters tem todos os ingredientes para agradar aos fãs da série e merece estar na prateleira de qualquer um que curta o universo dos robôs de Cybertron.

xxx
xxx
xxx
¹ Publicação de Convidado.

20 de jul. de 2012

Transformers [Autocracy] ganha versão traduzida no Transformers Comics

Saudações Cybertronianas...


Com a parceria estabelecida com o site Transformers Comics, desde Janeiro/2012, o Blog Transformers Dioramas apresenta a primeira minissérie digital diretamente ligada ao universo cybertroniano Transformers: Autocracy, totalmente em Português.

E para que Fãs e Colecionadores possam acompanhar o lançamento das versões traduzidas dessa história, o Blog Transformers Dioramas criou uma Página Especial.

10 de jan. de 2012

Transformers Comics & Transformers Dioramas fecham parceria!

Saudações Cybertronianas...



Em mais uma parceria inédita, desta vez com o site Transformers Comics, o Blog Transformers Dioramas passa a divulgar também revistas em quadrinhos sobre Transformers em Português, traduzidos por esse site.

Nas palavras de Barker, Editor do Transformers Comics:
"Milhares de fãs anseiam pela publicação de excelentes séries que infelizmente (talvez) nunca sejam publicadas no Brasil por uma razão ou outra. [E deste modo] o Transformers Comics veio a suprir esta carência..."
Com esta nova parceria o Blog Transformers Dioramas almeja que mais e melhores conteúdos e informações sobre o Universo Transformers sejam disponibilizados a todos os Fãs e Colecionadores brasileiros.

Para saber mais, basta acessar o menu TF Comics e... BOA LEITURA!

TRANSFORMERS

 
Design by W. Alex. Silva
-