18 de set. de 2021

ENERGON: Variações, Usos, Vantagens e Efeitos Colaterais

Saudações Cybertronianas...

No dia 26 de novembro de 2010, Transformers: Prime foi ao ar com a divulgação dos 5 primeiros episódios, trazendo um novo visual e uma nova trama envolvendo os robôs cybertronianos, mas foi somente no dia 11 de fevereiro de 2011 que a animação realmente lançada, apresentando 21 episódios.

Inicialmente a história trazida em Transformers: Prime não agradou a muitos, mas o desenrolar da narrativa e a introdução de novos personagens, fez com que a animação ganhasse a atenção de fandoms ao redor do mundo, sem deixar de mencionar, é claro, a excepcional qualidade da linha de figuras baseadas na série animada.

Dentre os inúmeros conceito introduzidos ou reintroduzidos por Transformers: Prime, um deles causou grande curiosidade, ideia essa que girava em torno dos "combustível" utilizado pelos cybertronianos para se alimentar/energizar, ou seja, Energon. No entanto, ao invés de vermos somente um tipo de fonte de energia como de costume, Transformers: Prime revelou existirem vários Tipos de Energon, que se "ingeridos" davam propriedades especiais aos cybertronianos, um conceito bastante próximo dos Minérios desenvolvidos por Shockwave nas histórias contadas nas Comics da IDW Publishing.

Como dissemos, além do Energon normal e puro que já conhecíamos, também foram apresentados diversos outros tipos e nesta publicação vamos conhecer um pouco de cada um deles.


ENERGON BRUTO/PURO

O ENERGON BRUTO/PURO é aquele encontrado em seu estado natural não-refinado, isto é, em forma de cristal (Cristais de Energon), portanto, não saudável para ser consumido como fonte de energia pelos cybertronianos. Em seu estado natural este Energon é altamente instável, volátil e nocivo, podendo causar panes temporárias nas funções básicas  cybertronianas. Caso um cybertroniano seja exposto a grandes quantidades por longos períodos isso pode levá-los a uma pane generalizada permanente, consequentemente levando a extinção de sua spark.

ENERGON REFINADO

O ENERGON REFINADO é aquele já tratado e pronto para uso/consumo. Nesta condição o Energon pode ser armazenado em cubos (Energon Cubes) - que são extremamente voláteis - em tonéis quando liquefeito ou até mesmo ser acondicionado em forma gasosa.

Quando destilado e convertido em líquido, ENERGON REFINADO pode ser transformado em bebida (drinks), que acrescida de outras substâncias pode assumir diversas colorações, aumentando assim a sua toxidade, algo similar ao teor alcoólico existentes em bebidas destiladas humanas (vinho, cachaça, conhaque, whisky, saquê e etc.).


SYNTHETIC ENERGON 


No episódio Ep.22 Mais Forte e Mais Rápido da 1ª Temporada de Transformers: Prime, na busca por resolver o problema de escassez de Energon, Ratchet desenvolve a substância que batizou como SYNTHETIC ENERGON (Synth En). Embora os resultados iniciais tenham se mostrado promissores, ao aplicar em si mesmo passou a ter os seguintes efeitos colaterais:

VANTAGENS:

Afeta as funções motoras, aumentando a capacidade de resposta do corpo cybertroniano (reflexos, velocidade, resistência a danos e força).

EFEITOS COLATERAIS:
  • Altamente viciante. Apenas uma dose é suficiente para fazer com que o cybertroniano fique viciado na substância.
  • Afeta as funções lógicas e cerebrais tornando o cybertroniano imprudente e agressivo.
  • Embora seu efeito seja imediato após a absorção, tem curtíssima duração, motivo pelo qual o cybertroniano se torna imediatamente viciado.
  • O uso prolongado pode afetar as funções cerebrais cybertronianas permanentemente, tornando o cybertroniano cruel e sádico.

RED ENERGON


Este tipo de Energon foi apresentado no episódio 18 da 2ª temporada, intitulado "Novo Recruta".  Encontrado em forma de mineral, se destilado e convertido ao estado líquido, ao ser ingerido concede ao cybertroniano uma supervelocidade.


Um fato interessante sobre o RED ENERGON é que apesar de dar a um bot uma velocidade supracybertroniana, ironicamente, o seu processo de destilação é extremamente lento e seus efeitos passam em questão de pouquíssimos minutos.


TOX-EN

Este tipo de Energon foi apresentado no episódio 15 da 2ª temporada, intitulado "Toxicidade". TOX-EN é uma variante de Energon altamente venenosa, facilmente identificada por sua cor esverdeada semelhante a musgo cristalizado que emitem vapores visíveis da mesma tonalidade. Essa variante tem o efeito oposto do Energon refinado em cybertronianos, fazendo com que eles se sintam enjoados, e enfraquecidos ao menor contato físico.

Uma exposição temporária, mesmo que por alguns poucos segundos, podem levar a panes e paralisias temporárias, já uma exposição prolongada ao TOX-EN pode levar a pane generalizada, culminando, eventualmente, na extinção de sua spark.


DARK ENERGON

Sendo o Energon é a emanação de Primus, a partir do qual toda a vida, habilidades e podere dos Transformers são gerados, o DARK ENERGON - também conhecido como Spark de Unicron, Sangue de Unicron e Anti-Spark - é o oposto polar de Energon e uma emanação de Unicron, derramado após sua primeira batalha com os 13 Primes. Em grandes quantidades o DARK ENERGON pode corromper porções menores de Energon Bruto/Puro ou e Refinado. DARK ENERGON pode ser usado para uma série de usos mortais, como aumentar o poder ou corromper um cybertroniano, insuflando-o com um mal primordial. Dentre seus efeitos é capaz causar enfraquecimento em diversas tipos de criaturas além das cybertronianas, mas o efeito mais terrível do Sangue de Unicron, está em sua capacidade de reviver cybertronianos mortos, transformando-os em zumbis conhecidos como The Sparkless.


VANTAGENS:

Afeta as funções motoras, aumentando a capacidade de resposta do corpo cybertroniano (reflexos, velocidade, resistência a danos e força).

EFEITOS COLATERAIS:
  • Apesar de sua ingestão causar dores excruciantes, ao atingir o sistema cerebral cybertroniano, o DARK ENERGON transformar a dor em sensação prazerosa;
  • Altamente viciante e causa delírios e alucinações;
  • Afeta as funções lógicas e cerebrais tornando o cybertroniano completamente agressivo e sádico, podendo fazê-lo regredir a um estado animalesco;
  • Seus efeitos são imediatos após a absorção e permanecem por um longo período;
  • Concede ao cybertroniano a capacidade de se regenerar de ferimentos quase que instantaneamente;
  • O uso prolongado de DARK ENERGON afeta todas as funções básicas cybertronianas levando a extinção de sua spark.
CURIOSIDADE: Em Transformers: Fall of Cybertron Megatron foi revivido através do  DARK ENERGON, sem sofre efeitos colaterais aparentemente. Entretanto Transformers: Predacons Rising revelaria mais tarde que seu uso excessivo desse tipo de Energon impediria Megatron de se juntar ao The Allspark após sua morte, confinando-o a uma existência no limbo. Foi por isso que Unicron foi então capaz de usar sua conexão com o DARK ENERGON para reviver e possuir Megatron. Não se sabe se os mesmos efeitos poderiam ser esperados para todos aqueles que usaram essa variante de energia ou se apenas Megatron, que foi mantido vivo pela substância por um período prolongado de tempo, estaria fadado a ser um servo eterno de Unicron.

0 comentários:

TRANSFORMERS

 
Design by W. Alex. Silva
-