25 de jan de 2014

Comic-Con [Experience]: Brasil recebe feira geek em Dezembro

Saudações Cybertronianas...
Fonte Original (com Adaptações): Veja


A notícia de hoje não é sobre Transformers, mas está indiretamente ligada à franquia. Para alegria - e comoção - de todos os fãs e colecionadores brasileiros - E por que não de nossos irmãos/amigos latino-americanos? - de todas as gerações e de todos os gêneros, a COMIC-CON, a feira geek mais importante do mundo, realizada todos os anos em San Diego (Califórnia/EUA) - e em versões menores em outros Estados americanos - terá agora uma edição brasileira. 

O evento, que acontecerá entre dos dias 04 e 07 de dezembro, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, é focado em games, cinema, séries de TV e quadrinhos, e deve reunir 60.000 visitantes ao longo de quatro dias. Os ingressos começam a ser vendidos a partir de Abril/2014. O preço ainda não foi divulgado. 

Pierre Montovani
Pierre Mantovani, presidente da Comic-Con Brasil e diretor-geral do site especializado em cultura pop Omelete, é quem está por trás da organização do evento, que conta ainda com outros dois investidores. "Nos Estados Unidos, a Comic-Con é a feira mais importante para os fãs de séries de TV, cinema, quadrinhos e games. A edição de San Diego (SDCC), que é a mais tradicional, recebe todos os anos 150.000 pessoas. Os ingressos se esgotam em 30 minutos", diz o executivo.

No Brasil, o evento se chamará Comic-Con Experience. "A ideia é trazer para o país a experiência de um evento americano. Já acontecem por aqui pequenos encontros de quadrinhos, mas nada é tão representativo como uma Comic-Con", explica Mantovani. Para reproduzir em solo brasileiro o fenômeno que é a feira em San Diego, a organização vai apostar em convidados de peso. Tradicionalmente, é na Comic-Con que os entusiastas se encontram pessoalmente com os atores, diretores, produtores e cartunistas envolvidos nas produções. "Ainda não temos nomes confirmados, mas estamos em contato com a Disney, Marvel, DC, Paramount e Warner Bros., entre outros estúdios, para trazer essas personalidades para o Brasil", diz o organizador.

Consumo — Os visitantes da Comic-Con Experience não só vão poder assistir a palestras, participar de workshops e pedir autógrafos para seus ídolos, como vão ter à disposição muitas lojas com camisetas e outros badulaques inspirados em séries, jogos e filmes. "Trata-se de um evento de consumo. Escolhemos dezembro por causa das festas de final de ano. Este será o melhor Natal geek dos visitantes", afirma o organizador. 

Outra vantagem em realizar o evento no final do ano é poder adiantar para os participantes as novidades sobre as principais produções agendadas para 2015. De acordo com Mantovani, Star Wars: Episode VII, previsto para o próximo ano, e The Hobbit: There and Back Again, que estreia no final de dezembro, são títulos que certamente ganharão destaque no evento em razão da popularidade deles no país. 

O organizador não divulga quanto está sendo investido no evento, até porque as cotas de patrocínio só começam a ser oferecidas a partir da próxima semana, mas afirma que trazer a Comic-Con para o Brasil era uma necessidade. "Olhamos o mercado e percebemos que os temas geeks passaram a ganhar espaço no país. Os Vingadores e Homem de Ferro entraram para a lista de maiores bilheterias no Brasil. O faturamento da Disney por aqui aumentou. Esse é o melhor momento!", diz Mantovani

Já foram confirmadas vinte empresas de colecionáveis (bonecos inspirados em super-heróis e personagens dos mais variados tamanhos) e artistas da DC Comics e Marvel, como Eddy Barrows e Greg Tocchini. Os convidados da área de cinema e televisão, como atores e diretores de filmes e séries, além de desenvolvedores de games, serão divulgados nos próximos meses. 

História — A primeira edição da Comic-Con foi realizada em 1970, em San Diego, na Califórnia. Na época, um grupo de fãs de quadrinhos, cinema e ficção científica organizaram uma convenção de apenas um dia chamada San Diego’s Golden State Comic-Minicon. O evento reuniu 100 pessoas e tinha como convidados Forrest J. Ackerman, colecionador de obras de ficção científica e autor de livros do gênero, e o cartunista Mike Royer

Desde o início do projeto, os fundadores decidiram não incluir na feira apenas quadrinhos que eles gostavam, mas também outras obras que, segundo eles, mereciam reconhecimento. Entre esses trabalhos estavam filmes e livros de ficção científica e fantasia. O evento passou a ser chamado San Diego Comic-Con em 1973 e, em 1995, foi batizado Comic-Con International: San Diego

Atualmente, a feira engloba outros pequenos eventos, que acontecem em paralelo ao encontro. É o caso, por exemplo, do Will Eisner Comic Industry Awards, o Oscar dos quadrinhos, e o Comics Arts Conference, um programa educacional e acadêmico que reúne estudantes, professores e críticos do setor para seminários e painéis. Na edição de 2013 passaram pela Comic-Con San Diego Neil Gaiman, Sandra Bullock, Vin Diesel e Robert Kirkman, criador da HQ The Walking Dead, que inspirou a série de TV de mesmo nome.

Agora aguardemos ansiosamente a divulgação dos preços e pontos de venda dos ingressos. Afinal, participar da 1ª Comic-Con no Brasil é algo para se guardar - e contar - por toda a vida.

0 comentários:

Postar um comentário


 
Design by W. Alex. Silva
-