25 de set de 2012

[Guest Post] Transformers na Dreamwave




Em 2002, oito anos após a última edição de Transformers pela Marvel Comics, os robôs de Cybertron recebiam um novo título através da Dreamwave Productions. A jovem empresa conseguiu os direitos para diversos produtos relacionados a Transformers, como histórias em quadrinhos, pôsteres, calendários e muitos outros - e também chegaram a anunciar que não iriam apenas publicar um título de Transformers, mas duas séries mensais.

Essa foi uma estratégia bastante ousada que acabou alcançando um sucesso maior do que o esperado, Transformers Geração 1 imediatamente alcançou a condição de título mais vendido do mercado norte-americano de quadrinhos, uma posição que se manteve por três meses até perdê-la para...Transformers Armada!

Durante os três anos em que a Dreamwave estava com os direitos de Transformers foram publicados mais de uma dúzia de títulos, a grande maioria eram minisseries. Apesar de Geração 1 ter sido o primeiro título de Transformers da editora, a principal série - pelo menos do ponto de vista da Hasbro - era Transformers Armada (que a partir da edição #18 mudou o nome para Transformers Energon), que foi uma série criada exclusivamente para promover a nova linha de brinquedos da época. O nome mudou para refletir a mudança da linha de brinquedos que também passou a se chamar Transformers Energon.

Porém os títulos que mais venderam eram os baseados em Geração 1. Os personagens de G1 tiveram sete títulos diferentes, três deles baseados no presente, e quatro no passado. Transformers Geração 1, uma minisserie em seis partes seguida por outra chamada Transformers Geração 1, Volume 2: Guerra e Paz, e em 2004 por uma série mensal chamada Transformers Geração 1, Volume 3. Os primeiros embates entre os Autobots e Decepticons foram mostrados nas minisseries Transformers: A Guerra Interior, A Guerra Interior Volume 2: A Era das Trevas, e A Guerra Interior, Volume 3: A Era da Fúria. Outra minisserie, Transformers: Micromasters mostrou os eventos em Cybertron após a partida das naves de Megatron e Optimus Prime para o planeta Terra.

Assim como nos quadrinhos publicados pela Marvel, os Transformers também se encontraram com outros personagens de outra grande linha de brinquedos da Hasbro, G.I. Joe (no Brasil - Comandos em Ação). em 2003 a Dreamwave publicou uma minisserie simplesmente intitulada Transformers: G.I. Joe, cuja continuidade não se mesclava com as outras séries, se passando em um universo alternativo no qual os Transformers, G.I. Joe e Cobra lutavam em 1939. Um segundo encontro, chamado de Transformers vs G.I. Joe: Fronte Dividido, começou em 2004. Esta série se passou nos tempos atuais.

A Dreamwave também publicou diversos especiais baseados em várias gerações de Transformers, e além disso ainda publicaram duas edições com os perfis dos personagens de Geração 1 (em Transformers: More Than Meets The Eye - sem relação a atual série da IDW) e dos personagens de Armada (em More Than Meets The Eye Official Guidebook: Transformers Armada).



Em 2005 a Dreamwave planejava começar uma minisserie em seis partes baseada em Beast Wars, e uma série com os perfis dos personagens de Energon, mas como a editora encerrou suas atividades em 2005, infelizmente estas séries nunca foram produzidas. A falência da Dreamwave também deixou incompletas duas minisseries ( Guerra Interior, Volume 3: A Era da Fúria e Transformers vs G.I. Joe: Fronte Dividido) e dois títulos mensais (Transformers Geração 1: Volume 3 e Transformers Energon).

0 comentários:

Postar um comentário


 
Design by W. Alex. Silva
-